Loading…
FolioFestival2015 has ended
avatar for António Zambujo

António Zambujo

António Zambujo nasceu em Beja, Alentejo, a 19 de Setembro de 1975. Por inerência familiar e geográfica, cresceu a ouvir a gravitas do cante alentejano. Sabe-se, também, que, ainda pequeno, se deslumbrou com as grandes vozes fadistas, Amália Rodrigues à cabeça, mas trazendo à ilharga Maria Teresa de Noronha, Alfredo Marceneiro ou Max. Dispôs de uma feliz infância musical – começou a estudar clarinete com apenas oito anos – e de uma adolescência activa neste campo – cantando en família ou ganhando um concurso destinado a jovens fadistas, quando tinha 16 anos –, até que aportou a Lisboa, numa decisão de risco que ajudou a moldar-lhe o futuro. Em dois passos, fez-se amadurecer: no primeiro, pela mão do guitarrista e compositor Mário Pacheco, conheceu em regime diário (ou nocturno, se preferirem) os bastidores e os segredos do universo fadista, juntando-se ao elenco do Clube do Fado. No segundo, desbastou as inseguranças e os truques do palco, como um dos escolhidos por Filipe La Féria para o musical Amália, em cena durante quatro anos; António era nem mais nem menos do que Francisco Cruz, o primeiro marido de Amália.

O FOLIO – Festival Internacional de Literatura de Óbidos recebe, na sua primeira edição, António Zambujo para um concerto exclusivamente criado para o evento. Numa celebração de efemérides fundamentais da história da lusofonia, como a comemoração dos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro e os 40 anos de independência de Angola, Moçambique e Cabo Verde. António Zambujo canta Caetano Veloso, a 16 de Outubro, representando, através da sua voz, esta obra elementar para a cultura brasileira. Mayra Andrade sobe também ao palco, como convidada especial, nesta noite dedicada ao património cultural da lusofonia.

My Artistas Sessions

Friday, October 16
 

22:30