Loading…
FolioFestival2015 has ended
avatar for Marta Lança

Marta Lança

Marta Lança nasceu em 1976 em Lisboa. Doutoranda em Estudos Artísticos na FCSH - Universidade Nova de Lisboa, onde se formou em Línguas e Literaturas Modernas, variante Estudos Portugueses, com pós-graduação em Literatura Comparada e Edição de Texto. Trabalhou como free-lancer: jornalista, tradutora, editora e produtora. Criou a revista temática e experimental V-ludo (2000). Escreveu em várias publicações (revista LER, jornalPúblico, DNA e Le Monde diplomatique). Traduziu livros e artigos do francês. Desde 2004 dedica-se a questões culturais entre Africa, Europa e Brasil. Viveu em Cabo Verde (onde criou a revista cultural Dá Fala, 2004-5); em Angola (Universidade Agostinho Neto, Trienal de Luanda, Festival de Cinema de Luanda, colabora com a revista Austral); em Moçambique (Dockanema, 2009 programa Inov-art) e Rio de Janeiro. Fez pesquisa e produção nas séries documentais Eu Sou África (RTP 2), Triângulo (co-produção Portugal, Brasil e Angola) e No Trilho dos Naturalistas: expedições botânicas em África (Terratreme, Universidade de Coimbra). Foi co-editora da revista Jogos Sem Fronteiras. Comissariou o Roça Língua, a primeira residência de escrita de autores de língua portuguesa, em S.Tomé e Príncipe (2011). Fez programação do Zona Franca. Traduziu Crítica da Razão Negra, do Achille Mbembe (Antígona).  Em 2010 criou o portal BUALA do qual é editora. Trabalhou também como editora no portal Rede Angola.